in

Inovações tecnológicas que podem se tornar um perigo

Novas tecnologias são vistas com bons olhos na maioria da vezes. Entretanto, existem algumas inovações que podem acabar se revelando perigosas para nós, ainda mais se caírem em mãos erradas.

O carro autônomo, aquele que não precisa de motorista, é um exemplo de inovação potencialmente perigosa. Apesar de ser comprovadamente mais seguro do que veículos conduzidos por humanos, já existe registro de ao menos um acidente fatal envolvendo essa tecnologia. Em 2016, um funcionário da Tesla morreu ao bater o carro da montadora enquanto fazia um teste na função de piloto automático. Segundo a companhia, o veículo não conseguiu frear em uma curva.

Impressoras 3D tornaram realidade algo que parecia só existir em filmes. Roupas, remédios, órgãos e até uma casa inteira já foi impressa nessa maravilha tecnológica. Mas, como a mente humana não funciona apenas para o bem, armas de fogo também são resultado da inovação. Um alívio: ainda não existem registros de mortes causadas por armas feitas em impressora 3D.

Drones tem 1001 utilidades. Eles são usados para pulverizar plantações, servem como alto-falantes, filmam lugares de difícil acesso e são aproveitados para fins militares. Algumas forças armadas pelo mundo fazem testes com dispositivos que se conectam, com a finalidade de criar uma espécie de batalhão de drones. Esperamos que a tecnologia seja usada para ações de busca e salvamento, e não para aumentar o seu poder de ataque.

Advertisement

O terrorismo cibernético, também chamado de ciberterrorismo, é o uso da internet para atos violentos, e já mostrou do que é capaz. Há alguns anos, usinas nucleares do Irã e da Índia foram infectadas por um vírus, o que alertou o mundo todo para o perigo das armas virtuais.

Nem a caneta de laser escapa do alerta de perigo. Lembra quando ouvimos que direcioná-la para nossos olhos poderia nos cegar? Então… agora já existem lasers capazes até de derrubar aviões!

Advertisement

Written by adminacesso@wp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que acontece se eu rodar com pneus carecas?

Mitos da alimentação que você provavelmente acredita